07/11/06

um dia



auscultarei
o tronco
onde cintila
uma luz antiga.
ouvirei
todas as queixas
de um coração
magoado.
beijarei
aqueles olhinhos
cor de mel
como quem
se deita
na campina
a contar
astros
de
pergaminho.





(fotografia de le borgne)

3 comentários:

Anónimo disse...

(...) escrever
é libertar a emoção
escrever
é atirar a emoção para cima dos outros...


in Vinicius de Moraes
documentário/biográfico de Miguel Faria Jr.
Lusomundo Amoreiras
1 Novembro 2006

Anónimo disse...

Abençoado curandeiro de corações...

Alexandre Roma disse...

Gosto do que faz com as palavras. Espero passar por aqui mais vezes.

E já agora, digo eu:
Saber ouvir é um dom. nem que seja por um beijo celeste!
E antes de ouvir, cuidar de um olhar tranquilo que se põe à escuta.